Webb - Evite que problemas com fornecedores

Evite que problemas com fornecedores manchem a imagem da sua empresa

Jul 23, 2014

Em um contexto de economia global, é natural que empresas busquem fornecedores e parceiros para obterem ganhos em qualidade, eficiência ou preço. O resultado é um processo produtivo complexo e uma cadeia de suprimentos difícil de controlar de perto. Mas vale lembrar que “são necessários 20 anos para construir uma reputação e apenas cinco minutos para destruí-la.” É de Warren Buffet, megainvestidor americano, a frase que alerta executivos.

Problemas de conduta envolvendo fornecedores terceirizados podem ser relacionados a suborno, más condições de trabalho, contratação de trabalho infantil, falta de segurança, inadequação de produtos ou ações contrárias à sustentabilidade ambiental. Quem contrata arca com a responsabilidade e as consequências da escolha.
É difícil esquecer que, em 2013, um incêndio causado pela falta de segurança deixou mais de cem mortos em uma fábrica de Bangladesh. A fábrica produzia roupas para empresas como Wal-Mart, Sears e The Walt Disney Co. Dois anos antes, a Wal-Mart havia auditado mais de nove mil fábricas de fornecedores e a unidade de Bangladesh foi considerada inadequada. No entanto, um dos fornecedores da empresa havia terceirizado parte de seu contrato para Bangladesh e o trágico acidente manchou a imagem da companhia.

No setor de tecnologia, a fábrica chinesa da empresa Foxconn era conhecida pela gestão extremamente exigente de seus funcionários e começou a registrar altos índices de suicídios entre os trabalhadores. A Foxconn era responsável pela montagem de aparelhos para a Apple, Sony, Nintendo e HP, e tal tragédia impactou a forma como a sociedade via essas marcas.

No Brasil, bolivianos foram encontrados trabalhando em situação considerada insalubre e ganhando menos de dois reais por peça de roupa produzida para a Zara. O fato machucou a reputação da multinacional. Tais exemplos mostram como problemas na cadeia de suprimentos pesam no bolso e na reputação das empresas. Mas é possível se prevenir através de uma gestão de fornecedores mais cuidadosa. Veja algumas dicas:

  • Não feche os olhos para problemas, seja por motivo de ingenuidade, preocupação com custo ou falta de equipe para atuar na gestão de fornecedores.
  • Exija que seus fornecedores se adequem às suas normas de segurança, meio ambiente e questões trabalhistas, independente da legislação de seus países. Desenvolva um código de conduta para fornecedores.
  • Solicite documentos que comprovem que os fornecedores estão em dia com essas normas. Há soluções tecnológicas capazes de armazenar seguramente esses documentos e alertar sempre que houver necessidade de renovação.
  • Realize auditorias como parte de uma política de governança rigorosa não só quanto à qualidade, mas quanto à responsabilidade corporativa dos fornecedores.
  • Preste atenção em sinais que podem aparecer dentro da própria organização: deixe um canal aberto para que colaboradores, funcionários e parceiros denunciem possíveis riscos.
  • Comunique claramente a clientes e demais stakeholders quem são seus fornecedores e quais atividades eles realizam. Uma postura aberta é sempre bem recebida.

Mesmo tomando as devidas precauções, é importante estar preparado para lidar com eventuais crises. A Zara, por exemplo, anunciou esse ano um novo projeto que oferece informações sobre os fornecedores de cada peça comercializada na loja por meio de QRCode nas etiquetas. O objetivo é dar ao consumidor mais “transparência”. Veja algumas outras dicas para lidar com crises:

  • Dê respostas rápidas e se comprometa com medidas corretivas.
  • Nunca passe a culpa para seus fornecedores porque isso não vai trazer compaixão.
  •  Tenha um discurso aberto e honesto, admita a responsabilidade e aponte ações.

Por fim, vale lembrar que a boa gestão da cadeia de suprimentos envolve muito mais do que evitar ou apagar incêndios. Uma cadeia de suprimentos bem gerenciada pode de fato contribuir para melhorar a reputação de uma empresa de forma constante. Exemplos de ações que sua empresa pode adotar para melhorar sua reputação das junto à comunidade são:

  • Construa uma relação de confiança com a comunidade e vá além de suas obrigações legais. Imponha uma visão ética sobre toda sua cadeia de suprimentos.
  • Valorize questões de compliance tanto quanto, ou até mais do que, a de qualidade dos produtos ao escolher fornecedores para trabalhar.
  • Ajude no desenvolvimento da comunidade onde seus fornecedores estão inseridos. Um novo negócio gera empregos e fortalece a economia. É possível e extremamente desejável ter um impacto positivo na sociedade.